Da série ‘Comendo certo para crescer saudável': Como preparar a papinha salgada do seu bebê

1 Comentário // em Alimentação do Bebê Eventos // 19 de julho de 2011

A partir dos 6 meses de idade, seu filhote já apresenta maturidade para receber outros alimentos além do leite materno. Nesse momento, surgem muitas dúvidas como:

“O que pode ser oferecido à criança nessa idade?”

“Será que meu filho irá aceitar bem os alimentos?”

“A papinha substitui a mamada ou devo oferecer o peito antes/depois das refeições?”

“Quais alimentos representam perigo para o bebê?”

“Como essa papinha deve ser preparada? Uso sal? Açúcar? Temperos?”

“Em qual consistência deve ser oferecida? E a quantidade?”

Esse tema é um dos meus preferidos dentro da Nutrição, e pode render vários posts, uma vez que é muito abrangente. Então resolvi criar essa série “Comendo certo para crescer saudável”, tema do meu workshop em parceria com o SOS Mamãe e Cia, no intuito de ajudar mamães, papais, vovós e babás nesse momento importante que é o início da alimentação complementar.

Para introduzir esse assunto por aqui, deixo um passo a passo sobre como preparar a papinha salgada do seu filhote que agora passará a conhecer e a saborear os alimentos. Porém, antes, um esclarecimento sobre o que deve compor as refeições salgadas.

Alimentos liberados para compor a papinha salgada até 1 ano de idade

Hortaliças: acelga, agrião, abóbora, abobrinha, bertalha, brócolis, chicória, couve, cenoura, chuchu, quiabo, tomate, vagem.

Tubérculos e Cereais: batata inglesa, aipim, batata doce, batata baroa, inhame, arroz, macarrão.

Proteína: frango, carne vermelha, peixe, fígado, rã, gema de ovo.

Leguminosas: feijão, ervilha, lentilha, grão de bico.

Temperos: alecrim, orégano, salsa, manjericão, alho, cebola.

Óleo vegetal ou Azeite (1 colher de chá): soja ou canola ou azeite.

A papinha salgada deve conter 1 alimento de cada grupo citado acima. A capacidade gástrica do seu bebê é pequena, o volume que geralmente se recomenda de papinha é de 200 ml, mas vale lembrar que esse volume varia e não pode ser tido como regra.

Preparo da papinha

PASSO 1: O sal, assim como o açúcar, não deve ser acrescentado às papinhas, pois o bebê está conhecendo e aprendendo a identificar cada alimento, sendo importante que seu sabor natural não seja mascarado. Para o preparo da papinha utilize: alho amassado, cebola batidinha, tomate sem pele e sem semente, cebolinha e pouco óleo (1 colher de chá).

PASSO 2: Acrescente a carne, refogue e acrescente água filtrada. Deixe cozinhar. Atenção: Não refogue os alimentos com azeite, manteiga ou margarina, pois quando aquecidas liberam uma substância chamada acroleína que é cancerígena. Utilize o óleo vegetal.

PASSO 3: Acrescente os legumes picados, deixe cozinhar e, por último, acrescente os vegetais folhosos.

PASSO 4: Amasse a papa com um garfo. Não utilize liquidificador, nem processador, nem peneira. A papa deve ficar consistente, na forma de um purê grosso, para estimular a mastigação e a fala da criança. Alimentos que são pastosos o suficiente para grudar na colher fornecem mais energia e nutrientes para o bebê que os de consistência mais líquida.

PASSO 5: Chegou a hora gostosa, a de comer! A papinha deve ser oferecida na colher e os sucos no copo (sim, mamãe, seu bebê já está preparado). Um lembrete: prepare-se para a bagunça que seu pequeno irá fazer, isso faz parte do processo. Deixe que ele pegue os alimentos com a mão, que derrame o suco do copo; tudo isso o ajudará a ter intimidade com os alimentos e a adquirir maturidade para se alimentar sozinho.

Boa sorte e bom apetite para o seu bebê!

1 Comentário em "Da série ‘Comendo certo para crescer saudável': Como preparar a papinha salgada do seu bebê"

  1. carolina andrade disse:

    Adorei!!!!!
    Está me ajudando muito, pois estou estudando para começar a introdução alimentar da minha filha.
    Posta sobre as primeiras frutinhas para bebês……

    Abraços r parabéns pelo trabalho!