Quando introduzir ovo, peixe e glúten na papinha do bebê?

0 Comentários // em Alimentação do Bebê // 30 de abril de 2015

11198575_10206552874318266_587677618_nEssa é uma questão que vem sendo bastante estudada nos últimos tempos e, ultimamente, tenho recebido em meu consultório muitos pais mal orientados sobre quando introduzir esses alimentos, considerados mais alergênicos, na alimentação dos seus filhos.

Ao contrário do que muito se fala por aí, não há nenhum estudo científico que comprove que postergar a introdução desses alimentos na dieta do bebê diminua as chances de desenvolver alguma alergia. Pelo contrário! Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria:

“A introdução de certos alimentos potencialmente alergênicos, como ovo e peixe, pode ser realizada a partir do sexto mês de vida mesmo em crianças com histórico familiar de alergia alimentar. Os estudos que avaliaram os benefícios dessa introdução a partir dos 6 meses, e não tardia, observaram menor risco de desenvolvimento futuro de desfechos alérgicos. A introdução após 1 ano parece aumentar ainda mais os riscos de alergia.”

E aí vem a pergunta: mas porque aos 6 meses?

Porque nessa fase existe um período chamado “janela imunológica” onde os alimentos como ovo, peixe e glúten passam a ter um fator alergênico menor.

INDICAÇÃO DE INTRODUÇÃO SEGUNDO A SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA

11178416_10206552874558272_1326706349_nOVO: a partir dos 6 meses. O risco de alergia ao ovo aumenta em 1,5 vezes quando introduzido após os 9 meses e 3 vezes quando introduzido após 1 ano. É importante que se cozinhe bem o ovo em água fervente por 15 minutos até que fique bem duro, evitando assim, uma possível intoxicação por bactéria como a salmonela. Ofereça primeiro a gema aos poucos, para depois oferecer a clara.

PEIXE: a partir dos 6 meses. Se introduzirmos antes dos 9 meses diminui em 24% o risco de dermatite. Sempre indico peixes de sabor mais suave e com pouca/sem espinha: linguado, merluza, tilápia, badejo, pescada, robalo. Desfie bem para assegurar a ausência de espinhas.

GLÚTEN: a partir de 6 meses. O risco de desenvolvimento de doença celíaca se eleva com a introdução de alimentos contendo glúten antes dos 3 meses ou após os 7 meses em bebês geneticamente predispostos. Tal introdução (precoce ou tardia) pode também estar associada com risco elevado de diabetes tipo 1. E em qual alimento o glúten pode ser encontrado nessa fase de introdução alimentar? Principalmente no macarrão, pães e biscoitos a base de farinha de trigo. Lembrando que pães e biscoitos só entram na alimentação do bebê a partir de 1 ano de idade. Portanto, aos 6 meses, é indicado introduzir o macarrãozinho.

LEMBRETE IMPORTANTE:

A recomendação de introdução do leite de vaca e seus derivados, assim como das oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, etc) é a partir de 1 ano de idade.